Envolvido em violência doméstica não poderá ser advogado! - Leidyane Alvarenga Advogada

Breaking

segunda-feira, 27 de abril de 2020

Envolvido em violência doméstica não poderá ser advogado!


Um dos requisitos para ser advogado é possuir idoneidade moral (art. 8º, VI do Estatuto da Advocacia). Idoneidade moral nada mais é que a boa reputação, honra, respeitabilidade e seriedade perante à consideração pública.

Foi com base nesse requisito, juntamente com as súmulas 09 e 10 da OAB Nacional,que a Câmara de Seleção e Habilitação da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Rondônia (OAB/RO) decidiu pelo indeferimento do pedido de inscrição originária de bacharel envolvido em caso de violência doméstica, ou seja, a Câmera considerou que o envolvido não poderá ser advogado.

“Os advogados têm o dever de zelar pela sua idoneidade moral e ética, tanto em sua vida pessoal como na sua vida profissional, para que possam bem representar seus constituintes na busca pela Justiça. Portanto, não podemos compactuar com indivíduos que cometem qualquer ato de violência, especialmente em momento que lutamos pelo fim dos abusos cometidos contra as mulheres e contra os indivíduos mais frágeis de nossa sociedade”, ressalta o presidente da OAB Rondônia, Elton Assis..


Para o secretário-geral da Seccional e presidente da Câmara de Seleção e Habilitação, Márcio Nogueira, “impedir quem pratica violência doméstica de se inscrever é assegurar a respeitabilidade da advocacia e, mais importante, dar um recado claro à comunidade, que essa é uma conduta intolerável com graves consequências”..


Fonte: OAB-RO.org.br https://cutt.ly/4yonB4O
Me siga no instagram: @LeidyaneAlvarenga 



E você concorda ou não com a decisão?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();